Caso de sucesso CMRF Crumlin

Transformar o envolvimento do apoiador em sucesso de arrecadação de fundos

Missão

A CMRF Crumlin é o principal órgão de arrecadação de fundos do Hospital Infantil de Nossa Senhora, em Crumlin, e do Centro Nacional de Pesquisa Infantil. Motivada pela crença de que toda criança doente merece todas as chances de cura, a organização luta para garantir que seus pacientes tenham os melhores cuidados possíveis oferecidos por meio do acesso a pesquisas e tratamentos de nível internacional.

Caso de sucesso

A Fundação Médica e de Pesquisa Infantil (CMRF) de Crumlin usou sua Página e o recurso de arrecadação de fundos para criar uma comunidade de arrecadação de fundos.

Impacto

A CMRF Crumlin usou sua Página e o recurso de arrecadação de fundos para criar uma comunidade de arrecadação de fundos.

  1. A organização aumentou seu alcance orgânico para 117.914 visualizações.
  2. O envolvimento com a publicação aumentou para 6.317 curtidas, comentários e compartilhamentos.
  3. Novos apoiadores foram adicionados, com 201 novos cadastros de instituições de ensino/empresas.
  4. A organização informou que conseguiu arrecadar 60 mil euros durante sua campanha de fim de ano.
Objetivos da campanha

Criação de uma comunidade no Facebook

A CMRF Crumlin sabia que seu trabalho tinha impacto na vida de muitas crianças e suas famílias. O desafio era alcançar essas pessoas no Facebook e reuni-las em uma comunidade disposta a arrecadar fundos em nome da organização. A Página da CMRF Crumlin no Facebook já recebeu milhares de curtidas em algumas das suas publicações, mas nunca conseguiu converter esse envolvimento em uma arrecadação de fundos de sucesso.

Abordagem
  1. Como as festas de fim de ano são um período crítico para a arrecadação de fundos, a CMRF Crumlin decidiu dedicar os meses de junho a dezembro a aumentar o envolvimento do público no Facebook e fomentar o envolvimento emocional com sua causa.
  2. A organização percebeu que a melhor maneira de criar confiança com o público e aumentar o envolvimento dos apoiadores era mostrar o impacto de cada um deles na vida das crianças doentes.
  3. Direcionando para apoiadores existentes e bem estabelecidos nas respectivas instituições de ensino ou locais de trabalho de modo a viabilizar um evento de arrecadação de fundos, a CMRF Crumlin pediu que os apoiadores organizassem uma Campanha de Doações de Natal no seu nome. A chamada para ação da arrecadação de fundos foi conectada à história emocionante de uma criança, Poppy, na esperança de aumentar o envolvimento de seguidores que tinham visto publicações semelhantes durante o ano todo. Isso por sua vez possibilitaria que a chamada para ação alcançasse milhares de pessoas do público-alvo da CMRF.
  4. Como a publicação sobre Poppy ganhou força, os organizadores da campanha associaram o pedido à campanha anual da CMRF, “Tiny Hearts”, veiculada por seis semanas antes do Natal.
Criativo da campanha

Poppy foi diagnosticada com uma cardiopatia complexa aos nove meses de idade. A campanha usou imagens emocionantes e cativantes para ressaltar as adversidades da sua condição.

Lições da campanha
  1. A relevância do momento certo. O elemento comum que conectava a história emocionante de Poppy à arrecadação de fundos era o Natal. Considerando que 50% da renda anual da organização sem fins lucrativos é arrecadada no final do ano, esse seria o momento estratégico perfeito.
  2. Conheça seu público. O público da CMRF Crumlin no Facebook é 83% feminino, com o maior segmento desses apoiadores formado por pessoas de 25 a 45 anos de idade. Criar uma publicação que atraísse esse grupo demográfico, especialmente mães de crianças que foram tratadas com sucesso em Crumlin, foi fundamental para o sucesso da campanha.
  3. Emoções são poderosas. A história de Poppy era naturalmente poderosa. Torná-la o rosto da campanha ajudou a atrair o maior número de seguidores possível.
  4. Concentre-se na qualidade, não na quantidade. O algoritmo do Facebook informa, ao longo do tempo, os tipos de publicação que seu público quer ver ou com os quais quer interagir. A CMRF Crumlin adotou uma abordagem simples: repetir o que funcionava e descartar o que não dava certo. Com a opção por se concentrar na qualidade e não na quantidade, a CMRF viu os casos de sucesso da organização serem exibidos para 100% de seu público do Facebook de maneira orgânica e regular.